Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OuremReal

OuremReal

03.11.07

Milagres


ouremreal

O Clube Desportivo de Fátima fez alguma sensação quando eliminou o Futebol Clube do Porto, no desempate por marcação de grandes penalidades na Taça da Liga. Milagre! gritou-se por aí, com grandes parangonas na imprensa desportiva, principalmente. E como não se viram as aspas, quem leu milagre em vez de "milagre", até poderá ter pensado que teria havido por ali alguma mãozinha mais ou menos santa e que, a partir daí, tudo eram favas contadas.

Não se sabia bem porquê, mas não era de excluir a hipótese de um qualquer castigo aos portistas, por algum mau comportamento das claques, de algum dirigente, do próprio presidente (quem sabe?), ou pelo simples facto do FCP ser, actualmente, a melhor equipa da I Liga !

E não é que o milagre se repete, logo na jornada seguinte, no estádio de Restelo, com a equipa de Fátima a ganhar ao Sporting !!! Desta vez admite-se que tenha sido para castigar as asneiras do Paulo Bento que, de vez em quando, parece que baralha aquilo tudo, ou até para castigar alguns pseudo craques que se esquecem que para ganhar é preciso marcar mais golos do que o adversário, mesmo que ele se chame CD de Fátima.

E veio o terceiro milagre, ou anti-milagre, não se percebeu bem.

Mas este teve logo  uma primeira consequência - transformou, momentaneamente, fanáticos benfiquistas em fervorosos apoiantes fatimenses - uma metamorfose digna de se ver: bandeira ao ombro, cachecol ao pescoço, gritos contra tudo o que era verde, ou então amarelo, que era o árbitro. O normal.

E quando tudo se encaminhava para o milagre, eis que o Fátima atira uma bola ao poste, mais uma na barra que fez abanar aquilo tudo, o defesa da Fátima não se entente com o seu guarda-redes e o Sporting ganha. Milagre ou anti-milagre? É aqui que fica a dúvida.

E como se tudo isto não fosse já bastante, o Benfica foi eliminado em Setúbal para a mesma competição.

Pode ter sido, perfeitamente, o quarto milagre. Só não percebemos bem qual a necessidade deste quarto milagre... Terá alguma coisa a ver com aquela metamorfose ? Ou será que quem tem telhados de vidro, o melhor que faz é não atirar pedras ao ar ?

Concluindo:

Parece que isto de milagres é como as decisões daqueles órgãos que decidem por maioria e onde há uns que, às vezes, fazem de camaleão. Mudam de côr, conforma as conveniências.

Entre a vitória no Restelo e a derrota em Fátima (e no Bonfim), alguém se virou...

 

O.C.