Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OuremReal

OuremReal

06.12.11

Não dá para entender!!!


ouremreal

A Câmara de Ourém ameaça bloquear, ou rebocar, os automóveis que nos espaços públicos, ostentem aquelas informações, hipoteticamente destinadas à venda desses veículos, tipo "venda", "trata" ou, simplesmente, o "número de telefone".

É o que leio nalguma imprensa da região.

E não deixo de ficar surpreendido, porque, primeiro, não entendo o porquê desta atitude; segundo, não alcanço qual possa ser o objetivo.

A menos que se trate de uma questão de fiscalidade...

Ora, ao que parece, um automóvel estacionado em espaço público, se tiver um papel no vidro com um número de telefone incomoda a Câmara Municipal; se não tiver o papel já não incomoda. Partindo do princípio que as questões relacionadas com a fiscalização do trânsito, estacionamento incluído, ficam a cargo da autoridade policial competente, só podemos concluir que se o veículo estiver mal estacionado essa autoridade resolverá, se estiver bem estacionado sobra a questão do papel com o número para a Câmara Municipal entrar em ação.

Daí que o "problema" passe a ser o papel e não o veículo.

E por que é que um papel com um número escrito pode ser um problema?

Será por razões de estética?

Por razões ambientais?

E o problema é o mesmo se o número não for o de um telefone?

E se o automóvel, em vez de estar em espaço público, estiver em espaço privado, com o mesmo papel no vidro, também incomoda? E quem é que o vai rebocar, ou bloquear lá no quintal do dono?

Quanto aos objetivos desta ideia luminosa, só posso ver a fiscalidade.

Se considerarmos o tal papel como sendo um anúncio publicitário poderemos estar perante uma irregularidade por parte do proprietário do veículo, que carecerá de uma autorização para tal, pagar, eventualmente, as devidas taxas e, por conseguinte, contribuir, desse modo, para os cofres públicos.

Resta saber que tratamento será dado a todas as viaturas que por aí circulam, com publicidade escrita nos vidros, nas portas, nos tejadilhos, à frente, atrás, em tudo quanto é sítio. Vai ser tudo bloqueado ou rebocado? Ou esses estão isentos?

Que fique claro que não conheço as posturas e regulamentos municipais e, por conseguinte, admito poder estar a ver mal a questão!

Mas há coisas que não dá para entender!!!

 

O.C.