Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OuremReal

OuremReal

08.11.11

Tolerância de ponto


ouremreal

Alberto João Jardim assinou um despacho dando tolerância de ponto aos funcionários da administração regional para assistirem à tomada de posse do novo governo da região.

Não sei se isto tem alguma importância ou se não tem importância nenhuma, mas tenho a convicção plena de que é um ato de pura provocação, autoritarismo e propaganda.

Provocação para todos os que criticam a sua gestão ruinosa dos dinheiros públicos, enquanto presidente do governo regional e, sobretudo, para todos os que vão ter de pagar as suas descaradas e vergonhosas artimanhas orçamentais.

Autoritarismo com duplo sentido, ou, se quisermos, com dois destinatários:

Um interno, perante os seus súbditos, funcionários da administração regional que, no contexto insular, estão às suas ordens. Para que não sobrem quaisquer equívocos, eles têm que estar lá, bater palmas, fazer as devidas vénias, prestar a indispensável vassalagem.

Outro externo, para todos os“cubanos” que, no“contenente”, ousam afrontar o genial líder. Fiquem a saber, todos, que, ali, quem manda é ele!

E o primeiro-ministro de Portugal não faz falta nenhuma na cerimónia da coroação!

Propaganda, porque Alberto João vai aproveitar o ato da sua tomada de posse, para, mais uma vez, repetir o disco:

A legitimidade das dívidas da Madeira, a opressão do colonialismo de Lisboa, não aceitar que os madeirenses sejam tratados de maneira diferente dos restantes Portugueses, culpar tudo e todos, exceto ele, pelo descalabro das contas, ofender quem lhe apetecer, etc., etc.

E vai ter cobertura mediática à altura do estadista em causa! Como de costume!

 

 O.C.