Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OuremReal

OuremReal

20.08.11

Tubarões


ouremreal

Tubarões no Algarve!

Vista a notícia assim, a frio, e no pressuposto de que ninguém esperaria ver o dito peixe nas nossas praias, a coisa pareceria normalíssima. Porque, de facto, o Algarve está cheio de outros "tubarões". Mais no verão do que no resto do ano. Entendendo dignos desse nome alguns bípedes terrestres, também conhecidos por pessoas, que por lá vão dando largas às suas férteis imaginações e praticando atos pouco dignos (alguns) que nem a irracionais  lembrariam.

E nem falo na oportunística especulação que consiste no aumento de preço de tudo o que é consumível, descaradamente, sem cerimónia de qualquer espécie, porque há "tubarõezecos" que aproveitam a roda livre em que o sistema os deixa viver e procuram, em três ou quatro meses, "salvar" um ano inteiro. Claro que ninguém é obrigado a ir para lá! Só vai quem quer e pode(!?). Mas se os de fora tivessem a coragem de, num qualquer verão, não pôr lá os pés, talvez aprendessem a ser mais comedidos.

Também não me refiro aos outros "tubarões", tipo agência de rating; nem à troyka, que anda por aí, no país inteiro, tipo poeira atmosférica; tão pouco à troica caseira, que querendo ser mais troica que a troyka, está a reduzir-nos o oxigénio de uma maneira deveras desconfortável; no Algarve e fora dele.

Refiro-me a outro tipo de "tubarões", os tais bípedes terrestres, mais parecidos com quadrúpedes, que por lá se vão divertindo com assaltos, roubos, violações e outras brincadeiras como seja danificar a pintura de automóveis nos estacionamentos. Este é um divertimento muito em voga, quase sempre praticado pela calada da noite, não se sabe por quem, embora haja quem diga que sabe, que nunca ninguém vê, ou quem vê não diz que viu, e que se traduz em elevados prejuizos para quem tem o azar de ser contemplado com o trabalho artístico destes "graffiters" do canivete.

Mas deixemos estas animálias e vamos aos animais, propriamente ditos, tubarões de seu nome.

Estes dois que foram (terão sido) vistos na praia junto de Vila do Bispo podem ser um mau prenúncio para os outros "tubarões". É que se os verdadeiros se apercebem do pânico que são capazes de causar com a sua presença, então é certo e sabido que vão aparecer mais vezes. E, se assim for, haverá muito boa gente que não vai em banhos de mar que, por enquanto, ainda não são pagos. E, das duas, uma: ou ficam-se pelos banhos de sol, o que não é muito recomendável, nem agradável, ou vão banhar-se para outras águas, tipo piscinas, mais ou menos privadas, que devem ser menos atrativas, não só pelas águas, mas também pelos preços. E o mais provável é que o Algarve deixe (deixasse) de ser tão atrativo como tem sido; porque, tirando a água do mar e o sol, não serve para nada. E lá se vai (ia) o campo de trabalho fértil para todos os "tubarões", bípedes terrestres conhecidos por pessoas.

Talvez tivesse a sua graça!

 

O.C.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.