Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OuremReal

OuremReal

09.07.09

A Senhora Presidente


ouremreal

Depois de uns dias sem "informação caseira" acabo de dar uma passagem pelas "últimas" que me chegam pelo jornal da terra, "o Ourém e o seu Concelho" e retenho algumas passagens da entrevista da Senhora Presidente que li sem surpresa. Nem pelo que li, porque ela o disse; nem pelo que ficou por dizer, porque ela não o quis dizer.

Deolinda Simões é mesmo assim! Gosta do que faz; dedica-se, totalmente, ao que faz; é corajosa e determinada; e também gosta de protagonismo; o que, não sendo, de todo, um defeito, é, isso sim, um exercício que envolve algum risco; é claro que o risco do seu protagonismo, para o bem e para o mal, está perfeitamente blindado pela actual composição da Assembleia Municipal, onde a mais do que confortável maioria social democrata, a resguarda dos mais do que certos dissabores com que teria de conviver se assim não fosse.

É pena que, no seu exercício, tenha permitido que a Assembleia Municipal não tenha sido o órgão deliberativo responsável, com ideias e vontades próprias, como deveria ter sido, e a tivesse deixado escorregar para a área do domínio e controlo do executivo; David Catarino, enquanto Presidente da Câmara Municipal, foi, directa e indirectamente, o protagonista privilegiado das reuniões da A.M.; as suas vontades políticas orientaram, claramente, as deliberações da Assembleia; percebe-se porquê; mas as A.Ms. não existem para se subordinarem aos executivos municipais, ou então não vale a pena existirem.

Acha "compreensível" que os Presidentes de Junta procurem não "confontar" a vontade do executivo. Nada de mais "incompreensível"! Então onde está a liberdade de expressão? Onde está a separação dos poderes? Porquê a subordinação dos Presidentes de Junta ao Presidente de Câmara? Então se o P.J. contrariar as vontades do P.C. corre o risco de levar "raspas" para a sua freguesia?  Nada mais democrático! E o que é que, em que medida é que o P.C. tem a ver com o que se passa na A.M. ?

Mas se não posso aplaudir a sr.ª Presidente, enquanto tal, não posso deixar de reconhecer a sua coragem e a determinação com que ataca as adversidades. Aqui tem o meu aplauso!

E, já agora, aproveitando a conjuntura:

A sr.ª Presidente tem a certeza de que, no seu partido, não estará ninguém a preparar-se para lhe "fazer a folha"?

 

O.C.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.