Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

OuremReal

OuremReal

13.06.07

As entradas da cidade


ouremreal

Tenho uma dificuldade enorme em identificar os limites da cidade de Ourém, ou seja, não sei mesmo onde começa e acaba. Assim sendo, o que, neste escrito, vou designar por Ourém tem o mesmo contorno geográfico do que se chamava Vila Nova de Ourém.

A cidade de Ourém é atravessada por duas estradas nacionais: no sentido nascente - poente pela n.º 113 (ligação Tomar - Leiria) e, no sentido sul - norte, pela n.º 349 (ligação Torres Novas - Memória).

Se a cidade, no seu interior, tem pouca beleza natural, tem menos ainda no plano urbanístico, com ruas estreitas, prédios desproporcionadamente altos em muitos casos, falta de passeios, casas em ruinas, bermas por limpar, fachadas mal cuidadas, falta de gosto em projectos como a rotunda do Ribeirinho e a praça central, perto da Igreja, a fazer lembrar a parada de um quartel militar, descaracterização da parte antiga, um ordenamento de trânsito que não se entende, um estacionamento automóvel caótico, com carros em cima dos passeios e os peões a terem que andar pela rua. Salva-se o chamado parque linear, junto ao rio - uma zona agradável que precisa de uma maior dinamização e muita vigilância para que não fique degradada dentro de pouco tempo.

Mas, voltando às duas estradas nacionais que se cruzam na cidade e que são os corredores de entrada ( e saída, obviamente ), também não nos têm proporcionado nada de muito agradável, tanto para quem aqui vive, como para quem nos visita. Em primeiro lugar, porque o seu congestionamento constante já aborrece, é altamente poluidor e é a prova "provada" da incapacidade autárquica em arranjar uma alternativa que retire o trânsito de passagem de dentro da cidade. Em segundo lugar, porque nos têm oferecido um espectáculo demasiado pobre para quem aspira a ter uma cidade, digna desse nome. Felizmente essa pobreza tem vindo a esbater-se um pouco. A entrada norte melhorou com passeios empedrados e asfalto novo; a entrada poente melhorou com o a rotunda junto ao hipermercado, o alargamento da ponte, asfalto novo e mais uns metros de passeio empedrado, mas as entradas nascente e sul teimam em degradar-se. Em especial a entrada sul; quem vem do lado de Torres Novas encontra um pavimento irregular e esburacado a pedir uma intervenção rápida. Eu sei que não estamos em época de eleições...mas mesmo assim não deixaria de ser oportuno o arranjo do pavimento.

 

O.C.