Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2011
Auditoria

Nas visitas ao “Miradouro” começa a ser frequente deparar-me com a “série” – auditoria - que, se não me engano, já vai no episódio VII.

Trata-se, de facto, de um assunto que me interessa e ao qual já me referi, neste espaço, em 23.12.2010.

E interessa-me porque:

1 – Acabo por não saber qual das versões sobre o endividamento municipal é verdadeira. Se a do Presidente da Câmara, se a dos vereadores do PSD.

2 – Começo, também, a questionar-me se o Chefe da Divisão Financeira do Município está em condições de sustentar o parecer que emitiu, em 10.12.2010, acerca do relatório sobre a tal auditoria feita pela empresa Delloite. Isto, acreditando que as palavras que lhe são atribuídas, são, de facto, suas.

3 – Depois, porque me parece que os milhares de euros pagos àquela empresa não podem ter sido dinheiro deitado fora.

4 – Interessa-me, ainda, porque acho inconcebível que a qualquer munícipe, seja ele quem for, quaisquer que sejam as intenções que o movam, que a Câmara Municipal se recuse a dar o devido seguimento ao que lhe é requerido. Isto, claro está, acreditando que é o que está a acontecer. De facto, a diferença entre os 55 milhões de dívida apontados pelo Presidente da Câmara e os 39 milhões dos vereadores do PSD não é bem uma questão de trocos, com que não valha a pena perder tempo; 16 milhões, em tempo de penúria, são muita coisa.

E, acima de tudo, é preciso que se saiba a verdade!

E se o Chefe da Divisão de Gestão Financeira do Município tem capacidade suficiente para ser “contundente” e afirmar que “ ...o relatório está enfermo de um contínuo de erros técnicos materialmente relevantes, carecendo, inclusivé, de rigor… “ e por aí adiante, (se isto corresponde à verdade), então o caso passa a ser, ainda, mais sério.

Porque:

– Com um Chefe de Divisão assim, para quê gastar tantos milhares de euros com a empresa de auditoria?

- Ou será que esse mesmo Chefe de Divisão tem (ou não tem?) algo a ver com as mesmas contas que foram auditadas?

- E como desconheço, em absoluto, a sequência e/ou consequências do tal despacho contundente, pergunto se o Chefe de Divisão foi (ou não foi?) questionado no sentido de concretizar o que escreveu no dito despacho.

Como se impunha, naturalmente!

Se foi, é importante que se conheçam os fundamentos do parecer que emitiu.

Se não foi, alguma coisa vai mal na gestão municipal.

E, por último, a questão que se impõe:

Ao abrigo de que norma legal é negado a um munícipe um documento por ele requerido e que, tanto quanto parece, nada tem de confidencial?

 

O.C.



publicado por ouremreal às 23:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011
Censura

Agora, o assunto político que está na berra é: moção de censura.

Primeiro, o PCP pondera apresentar uma moção de censura ao Governo. Não diz, exatamente, quando, mas deixa perceber que será (seria) a muito curto prazo.

Depois, o Bloco de Esquerda joga na antecipação e anuncia que vai apresentar uma moção de censura dentro de um mês.

Entretanto, o PSD vai dizendo que não é a hora certa para tal apresentação. Para o PSD, evidentemente. Se fosse, já o teria feito. O PSD acha que o partido do governo ainda não está suficientemente “desfeito” para que o resultado de próximas eleições lhes garanta, sem qualquer dúvida, uma maioria confortável para formação de um futuro governo.

Pelo meio disto tudo, o PP também acha que é preciso mudar de governação e lá vai sonhando com o reboque do seu aliado de direita para chegar à tal governação.

Inexplicavelmente, o Governo e o PS continuam a não perceber que estão a mais nesta cena triste, nesta (des) governação em que, teimosamente, se vão (nos vão) arrastando.

O que eu acho disto tudo:

PCP e BE andam a divertir-se com o jogo do oportunismo. E muita irresponsabilidade (!?)

O PSD vai brincando às hipocrisias. Ou à cooperação estratégica (!?)

O PP anda na “babugem”. Não se espera muito mais.

O PS vai-se afundando numa inutilidade arrepiante. Ou de hipoteca bacoca a um qualquer pec que poucos entendem e ainda menos aceitam (!?)

Quanto ao Governo…

Bem, já devia ter deixado de o ser há muito tempo. Pelo menos desde que começou a fazer o que disse que não fazia e deixou de fazer o que era suposto que fizesse.

Mesmo que as culpas não lhe caibam por inteiro…!!!

E como, em política, a teimosia costuma levar à cegueira…

O mais provável é que os membros do Governo, a começar pelo Primeiro-Ministro, deixem de ter a capacidade para se olharem, com olhos de ver, e não sejam capazes de tomar a decisão certa, que é, pedir a demissão.

Assim sendo, parece que entrámos num beco, que não será sem saída, mas que terá a saída mais simples de todas: eleições!

Só que:

Se o Governo não se demite…

Se o Presidente da República não acha oportuno (ainda) demitir o Governo…

Resta que a Assembleia da República o demita, aprovando as moções de censura que forem apresentadas, venham donde vierem, e que os subscritores sejam coerentes, e consequentes, com cada um a assumir as responsabilidades que lhes competem!

Mas que se acabe com esta comédia!

 

O.C.

 



publicado por ouremreal às 01:10
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


posts recentes

28 de maio

Toupeiras

O crime não compensa!

30 kms / hora

IVA dos partidos político...

Somos os maiores!?

Santana - o exemplar

Terrorismo

Autárquicas 2017 - result...

Autárquicas 2017

arquivos

Maio 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds