Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

OuremReal

OuremReal

06.11.08

Há dias assim!


ouremreal

O dia não foi grande coisa e a noite correu mal.

Primeiro foi a notícia da interrupção do funcionamento da Assembleia Regional da Madeira, até que o PSD queira, porque houve um deputado doutro Partido que se "portou mal" e foi posto na rua. Ali, manda quem pode. Democraticamente...!!!

E como vivemos num País onde não há (parece) ninguém que ponha na ordem quem não respeita nada nem ninguém, nem, sequer, a Constituição... siga!

Depois foram os 2-0. É mau, mas podia ter sido pior! Paciência!

Como não há duas sem três, fui dar a habitual vista de olhos ao Miradouro e dei de caras com o materialismo histórico. Embrulhei-me um bocado com a composição orgânica do capital e fiquei na dúvida entre o capital constante e o capital variável. Acho que às vezes convém que seja constante, mas, de vez em quando, dá jeito que seja variável. Conforme as conveniências.

Mas, continuo na minha: tudo o que mexe com capital... é capitalismo. A diferença está só na côr da nota, porque enquanto tudo depender do capital... estamos feitos!

E, para fechar, foi a nota do gabinete do PCP sobre as presidenciais dos EUA. Depois de não sei quantos dias, semanas, meses, já nem sei, a ouvir e ver Obama p'ra cá, Mcain p'ra lá, não percebo a necessidade desta nota de imprensa, porque, pensava eu, já estava tudo mais do que dito e redito sobre o assunto. Mas, pelos vistos, não.

Acabo o serão a ouvir e ver o debate sobre a nacionalização do BPN, na RTP1.

Confesso que não tenho capacidade para continuar.

O PCP é contra a nacionalização do BPN; eu devo estar a ouvir mal ou está tudo ao contrário; o B.E. lê uma lista de responsáveis pela gestão do banco e liga-os ao PSD; a direita é a favor desta nacionalização, depois de  defender menos Estado e melhor Estado; acho que estou a ouvir cada vez pior; e o PSD  defende-se dizendo que, embora alguns dos responsáveis pela gestão danosa do banco sejam do PSD, isso não significa que seja um banco do PSD e que a culpa será do Banco de Portugal ou de quem devia ter supervisionado e não o fez; o PS, como não podia deixar de ser, acha que o governo fez muito bem ao nacionalizar o banco para defender os trabalhadores, as empresas e os depositantes e não diz onde foi buscar o dinheiro para salvar os accionistas, nem esclarece muito bem por que motivo foi tão rápido a pôr tantos milhões à disposição do sector bancário e não tem o mesmo procedimento para problemas aparentemente mais importantes.

Já desliguei a televisão.

Resumindo e concluindo:

O que se passou no Parlamento Regional da Madeira, além de vergonhoso, é grave!

O Benfica jogou mal e mereceu perder; assim não vai longe!

A política e os políticos que temos dão-me cabo da paciência!

Mas admito que quem está errado sou eu.

 

O.C.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.