Terça-feira, 20 de Abril de 2010
Mude-se o treinador!

Se eu percebesse alguma coisa de futebol, talvez estivesse calado, a pensar se vale a pena falar disto.

Como não percebo nada, e cada vez menos, vou dizer o que penso sobre a contratação do novo treinador pelo Sporting C. de Portugal.

Não sei se Paulo Bento era bom ou mau treinador. Sei que as coisas não correram bem à equipa e, quando assim é, a culpa é sempre do mesmo.

Não sei se Carlos Carvalhal é bom ou mau treinador. Sei que a equipa melhorou desde a sua entrada e o 4º lugar está praticamente garantido. Não é possível exigir-lhe mais!

Não faço ideia se Paulo Sérgio é bom ou mau treinador. Nunca tinha ouvido falar dele, nem tinha dado conta de que era treinador do Vitória de Guimarães. Mas o facto de ter levado a (ainda) sua equipa ao lugar que ocupa no campeonato, poderá ser um bom sinal.

Dito isto, chego às seguintes conclusões:

1ª - A conclusão de sempre: as direcções dos clubes podem falhar nas suas opções, decisões, contratações e por aí adiante. As equipas podem ser boas, más ou assim, assim. Os jogadores podem ser excepcionais, vulgares, mais ou menos inspirados. E os resultados aparecem ou não. Se tudo corre bem, tudo em festa. Se corre mal, muda-se o treinador.

2ª - Paulo Sérgio poderá ser um treinador excepcional! Não é, pelo menos não foi, grande cavalheiro para com um colega de profissão. Carlos Carvalhal ainda é treinador do Sporting! Não é admissível que outro treinador venha, como hoje aconteceu, falar em nome do Sporting, falar aos sportinguistas, mesmo que para manifestar a ambição de ganhar campeonatos...

3ª - Os responsáveis do Sporting, seja Direcção, Directores disto ou daquilo, seja quem for, pela maneira como têm gerido esta questão do treinador, revelaram que não têm nível nenhum. A falta de bom senso é gritante e a falta de consideração por Carlos Carvalhal é uma vergonha.

4ª - O Sporting não tem (?) capacidade financeira para contratar os atletas de que precisa. Se não tem, não contrata e tem a equipa que tem.

O que não se compreende é que gaste 600 mil euros para indemnizar o V. de Guimarães pale contratação de Paulo Sérgio. Porquê e para quê?

5ª e última conclusão - Carlos Carvalhal mostrou, até agora, ser um cavalheiro, um profissional digno e respeitador de uma entidade patronal que, pelo que se tem visto, não seria merecedora de grandes deferências.

 

O.C.



publicado por ouremreal às 22:40
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 11 de Abril de 2010
De Melgaço ao Cú de Judas ll

De Melgaço ao Cú de Judas é outra maneira de dizer: "Portugal de uma ponta a outra"; se recuássemos 36 anos, seria de bom tom dizer "do Minho a Timor" e, nesse tempo, não estaríamos, certamente, com esta conversa.

Dois comentários ao post de terça-feira, dia 6, chamaram a atenção para a troca de Valença por Melgaço, a propósito das manifestações com as bandeiras espanholas. O meu sentimento seria exactamente o mesmo, quer se tratasse de uma ou outra vila. Mas fica corrigido o lapso e, se este escrito "chegar" a Melgaço, fica, também, o pedido de desculpa. 

Para Cátia Domingues, que teve a gentileza de comentar:

Nem todos temos a sorte de ser inteligentes ao ponto de sabermos que Valença e Melgaço não são a mesma coisa; ou que Porto e Lisboa também são cidades diferentes; ainda bem que há quem tenha inteligência para tanto!

Quanto à eventualidade(?) de passarem para Espanha... nem vale a pena comentar... por mim podem passar-se para onde vos der mais jeito!

Desde que eu, como contribuinte, não tenha que pagar as vossas consultas, em Espanha, a 150 euros cada uma...!!!

 

 

O.C.

 



publicado por ouremreal às 23:45
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 6 de Abril de 2010
De Melgaço ao Cú de Judas

Se me perguntarem se eu acho bem que exista um serviço de saúde, com atendimento permanente, 24 h por dia, 60 m por hora, 60 s por minuto, em cada cidade, em cada vila, em cada aldeia, em cada beco, deste jardim à beira mar plantado, eu diria, inequivocamente, sim.

Se não houvesse dinheiro para essa mordomia toda e, para isso, fosse preciso aumentar os impostos e me começassem a ir ainda mais ao bolso, eu diria, inequivocamente, não.

Se houvesse um serviço de atendimento permanente, com uma frequência média, por noite, de 2 doentes, e alguém o quisesse fechar, eu diria, inequivocamente, não, se eu fosse 1 desses 2; se não fosse, diria sim.

À portuguesa!

Em Melgaço, ou no Cú de Judas!

Agora, aquela de andar a passear pelas ruas de Valença, de bandeira espanhola às costas é que me parece pouco à portuguesa!

Não é por nada!

Mas desde 1143 que não acho muita graça a cenas dessas! Depois em 1385 vimo-nos aflitos com eles! E o facto do Conde Andeiro ter andado a passear-se por terras de Ourém não me alegra nada! Em 1580 foi o que foi! E lá tivemos a nossa dose de Miguéis de Vasconcelos! Depois foi a Peninsular e o esquecimento de Olivença... Depois é aquela coisa de... nem bom vento, nem bom casamento! Para agravar isto tudo foi aquela multa de trânsito que está cá atravessada... Enfim... são séculos de preconceitos e... outros feitos! 

Por tudo isto, acho que os de Valença não só foram ridículos eles próprios, como tentaram ridicularizar o seu País que, se é tão mau como o pintam, esforcem-se por fazê-lo melhor.

 

O.C.



publicado por ouremreal às 22:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Ainda o congresso de Ourém

Não assisti ao Congresso todo!

Logo, não estou em condições de criticar!

Tive o privilégio de assistir ao encerramento, ouvi os relatores e o discurso do sr. Presidente da Câmara.

Do que ouvi aos relatores parece-me que há muito pano para mangas. Muitas mangas! Assim tenhamos "alfaiates" ( e orçamentos) à altura!

Do que ouvi ao sr. Presidente da Câmara, se tivesse que o definir numa palavra, diria : excelente!

A "ideia força" que mais retenho de tudo o que de interessante disse: o "tratamento" a dar ao espaço "entre cidades", mais concretamente ao preenchimento e aproveitamento de toda a extensão de uma dezena de quilómetros que separa (ou une?) as duas "cidades irmãs" de Ourém e Fátima. Se me fosse permitido dar um conselho sobre isto, diria, muito simplesmente: primeiro, pensem; a seguir, tirem os "oportunistas" disto.

E termino com uma sugestão, (ou duas) :

- O Congresso é para repetir, aperfeiçoando sempre, se possível;

- Tudo o que foi dito, nas intervenções, nas conclusões, nos discursos, do princípio ao fim do Congresso, deve ser reunido em livro. Se não houver dinheiro para o livro, que haja, pelo menos, disponibilidade para o incluir no site do Município.

Para que conste!

 

O.C.



publicado por ouremreal às 21:41
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
31


posts recentes

Santana - o exemplar

Terrorismo

Autárquicas 2017 - result...

Autárquicas 2017

Os incêndios e os donativ...

Eleições autárquicas

O ultimato

O diabo

Os incêndios

Cristiano e o fisco espan...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds