Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009
Oposições

Tudo está a correr conforme previsto. Ou quase!

O governo minoritário do partido socialista não vai ter vida fácil na presente legislatura.

Primeiro, porque os tempos que correm são suficientemente difíceis, qualquer que seja o governo;

Segundo, porque os socialistas não conseguiram assegurar o apoio de qualquer outro grupo parlamentar para sustentar as suas políticas, ficando à mercê da sua minoria parlamentar e dos interesses e vontades das restantes formações partidárias da Assembleia da República;

Terceiro, porque os socialistas não têm, ou não querem/podem ter, engenho e arte suficientes para apresentar soluções de governação que agradem a tantos opositores;

Quarto, porque as evidências não deixam dúvidas: a verdadeira oposição ao governo está aí, no seu pleno, de Belém a São Bento.

Vem isto a propósito do diploma sobre o novo regime contributivo:

Na Assembleia da República o CDS propôs o adiamento da entrada em vigor do diploma que regula o novo regime contributivo que fora aprovado e promulgado na anterior legislatura.

PSD, Bloco e PCP aplaudem e votam a favor. De nada vale o voto contra do PS, claro.

O Presidente da República, na sequência das objecções já levantadas em Agosto último, promulga o diploma que lhe é enviado pela Assembleia, adiando a entrada em vigor daquele regime contributivo que o governo anterior tinha aprovado.

Até aqui nenhuma surpresa.

O que (me) surpreende é que o Presidente da República faça recomendações ao governo, no sentido de introduzir alterações ao referido regime contributivo de modo a retirar-lhe os aspectos considerados negativos e não tenha tido a preocupação de recomendar aos que aprovaram o adiamento  que apresentem uma solução conjunta que resolva o problema, em alternativa ao diploma defendido pelo PS e pelo governo.

Parece que seria uma solução mais sensata.

E mostraria a verdadeira natureza, objectivos, capacidade e fiabilidade de uma oposição que, sempre que lhe apetece, se vai concertando, neste desconcerto em que se vive, de acordo com interesses tão díspares que, só por milagre ou felicíssima coincidência, terão alguma coisa a ver com unanimidade de pontos de vista.

Para quem não acredita em milagres... restam sempre as coincidências.

Nem que seja numa probabilidade igual à de eu vir a ser o próximo totalista do euro-milhões.

 

O.C.

 



publicado por ouremreal às 19:34
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009
É só uma sugestão!

Hoje, tive necessidade de pedir uma informação que tinha a ver com cartas de condução e o seu uso fora do País. Pareceu-me que poderia ser esclarecido junto da autoridade que, em certa medida, pode (ou deve) saber  deste assunto e, para tal, dirigi-me a um posto da GNR. Uma porta de vidro com um letreiro que dizia "informação ao público" deixava ver, do lado de dentro, um agente que falava ao telefone e que me fez sinal para entrar. Entrei e foi-me perguntado o que desejava; disse que precisava duma informação no sentido de saber...

e não foi preciso dizer mais, porque o tal agente, que, entretanto deixara de falar ao telefone, me informou que tinha de esperar.

"Aqui dentro ou lá fora, como quiser", disse ele.

Esperei do lado de fora, não fosse a minha presença interferir com o trabalho do sr. agente e como a porta era de vidro viamo-nos, perfeitamente, um ao outro.

Fui esperando, e olhando e vendo que o sr. agente, recostado na sua cadeira, frente à sua mesa de trabalho, passava o tempo de braço esticado na direcção do televisor que estava ao canto da sala, telecomando na mão, certamente a mudar de canal, ou coisa parecida.

É certo que não vi o que estava a passar na televisão, mas admito que fosse suficientemente importante para justificar toda a atenção que o sr. agente dispensava ao tal televisor.

 E, como durante um quarto de hora que ali estive não o vi fazer outra coisa que não fosse olhar atentamente e esticar o braço...concluí que não o deveria incomodar com o tal esclarecimento de que precisava e vim embora.

Mas não posso deixar de fazer um apelo a quem manda nos postos da GNR. Não sei se todos têm televisores para os seus agentes seguirem os programas nas horas de serviço, mas, os que os tiverem, por favor, arranjem uma maneira qualquer de mudar de canal mais fácil, porque estar, ali, de braço esticado, deve ser altamente cansativo!

 

O.C.

 

 

 

 



publicado por ouremreal às 22:07
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
31


posts recentes

Santana - o exemplar

Terrorismo

Autárquicas 2017 - result...

Autárquicas 2017

Os incêndios e os donativ...

Eleições autárquicas

O ultimato

O diabo

Os incêndios

Cristiano e o fisco espan...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Julho 2015

Junho 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds